João Pessoa: 17 de abril de 2024

Antivírus “protege” seus dispositivos? – Por Bruno de Lima

Publicado em: 15 de março de 2023

 

 

 

Cybersecurity – Entre os muitos assuntos que geram dúvidas no mundo da tecnologia está os softwares antivírus. Mas, será que eles, de fato, cumprem o que prometem?

O software antivírus, seja ele pago ou gratuito, oferece uma gama de “proteções” e planos, em caso dos que são pagos.

Na realidade, o antivírus não irá proteger 100% seu computador ou qualquer outro dispositivo, como celular, das constantes ameaças e ataques que existem na internet.

Muitos sites de tecnologia e direcionado a tutoriais, por exemplo, enfatizam que todo mundo deve ter um antivírus. Isso é puramente marketing. Na prática, os antivírus se mostram ineficazes de ameaças complexas como Ransomwares. Eles até podem oferecer uma proteção para ameaças de menor potencial.

Ransomware é um tipo de malware de sequestro de dados, feito por meio de criptografia, que usa como refém arquivos pessoais da própria vítima e cobra resgate (ransom) para restabelecer o acesso a estes arquivos. O resgate é cobrado em criptomoedas, que, na prática, o torna quase impossível de se rastrear o criminoso.

COMO SE PROTEGER?

Celulares como iPhone, que usam o sistema iOS, tem menos chances de sofrerem com problemas de segurança. Isso se justifica porque o sistema da Apple possui código fonte fechado e os aplicativos disponíveis para download na App Store possuem um rigoroso controle por parte da empresa antes de serem disponibilizados. Aqui, não tem lógica usar antivírus, segundo a Apple.

Os celulares com Android tendem a ser mais vulneráveis aos problemas de segurança. O sistema possui código aberto, onde qualquer um pode alterá-lo. Também é bem mais fácil colocar um aplicativo malicioso na Play Store para ser baixado que na App Store. Já por aqui, muitos recomendam usar antivírus e ferramentas similares: mito.

Já no caso dos computadores com Windows, o antivírus é ainda mais sem utilidade. Um computador infectado só tem a resolução e remoção das ameaças após uma análise minuciosa de um profissional da área. Em muitos casos, sair baixando e instalando vários antivírus faz é prejudicar o sistema.

Se você notar que seu celular ou computador está apresentando baixo desempenho, travamento, lentidão, descarregando mais rápido, bateria esquentando sem motivo, desligando ou reiniciando sozinho, é provável que você esteja com seu dispositivo infectado.

Para se proteger você deve ser o seu próprio antivírus: os dispositivos geralmente já têm mecanismos de segurança de fábrica aos quais não é necessário baixar um antivírus. Procure ser cauteloso na internet e não sair baixando, instalando aplicativos, executando e clicando em links suspeitos. O melhor antivírus é você!

Por fim, para ter certeza de que você está protegido, recomendo que você faça restauração e formatação para os padrões de fábrica assim que você perceber alguma ameaça em seus dispositivos. Caso não saiba como proceder, contrate um profissional capacitado para isso.

Por hoje é só;

Até a próxima!

 

Escrito por: Bruno de Lima – Cristão. Jornalista fundador do jornal digital DIÁRIO DO PAÍS – www.diariodopais.news . Graduado em Gestão da Tecnologia da Informação (GTI) pela Estácio de Sá. Pós-graduando em Jornalismo Digital e Segurança e Defesa Cibernética pela UNINTER. Possui certificações em Cybersecurity pela FIAP, ISO 27001 e CISSP. Profissional de Tecnologia da Informação (TI) Microsoft Corporation PMC/CSP e Intel ITP. Conheça a iNOVE VIRTUAL – TI e Cybersecurity: www.inovevirtual.info . E-mail do Bruno: bruno@diariodopais.news– Instagram: @brunodelimabr

Tags:

Compartile: