João Pessoa: 23 de julho de 2024

Inscrições para o programa ‘Eu Posso’ do mês de junho encerram nesta sexta-feira

Publicado em: 28 de junho de 2024

A Prefeitura de João Pessoa, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Trabalho (Sedest), encerra, nesta sexta-feira (28), as inscrições para o programa ‘Eu Posso’. O edital de junho oferece 120 vagas para micro e pequenos empreendedores da Capital. Nesta quinta-feira (27), primeiro dia, 60 inscrições já foram realizadas. Os interessados em receber créditos de R$ 8 mil a R$ 15 mil podem se inscrever na sede da Sedest, na Rua Diogo Velho, nº 150, Centro, das 9h até as 17h.

“O programa Eu Posso visa fomentar a economia local. Nos últimos três anos, mais de R$ 12 milhões foram injetados na economia da Capital beneficiando mais de 2.300 empreendedores (pessoa física e jurídica) em 75 bairros e comunidades da cidade”, destacou Wagner Barbosa Hernandez, diretor do programa Eu Posso. Todas as informações sobre o edital estão disponíveis no site: euposso.joaopessoa.pb.gov.br.

Segundo Wagner, todo mês, o programa abre um edital oferecendo 120 vagas que permite a inscrição de empreendedores formais e informais, maiores de 18 anos ou legalmente emancipados, residentes e domiciliados em João Pessoa, e pessoa jurídica (MEI e ME) também sediada em João Pessoa e com cadastro ativo junto à Receita Federal. De acordo com o edital, servidor público com matrícula na Prefeitura de João Pessoa e seus parentes de primeiro grau (pai/mãe e filho) não podem se inscrever. “As pessoas se inscrevem com a perspectiva de iniciar ou expandir um empreendimento”, explicou o diretor.

É o caso da educadora física Tatiane Liberato, moradora do bairro Padre Zé, que se inscreveu como pessoa jurídica com a perspectiva de expandir sua academia. “É a primeira vez. A ideia é usar esses recursos para comprar maquinários de musculação”. Atualmente, o número de alunos na academia de Tatiana varia de 120 a 150. “Nós buscamos atrair mais alunos com divulgação nas redes sociais, um bom atendimento e organização. Estou bem ansiosa. Acho que vai dar certo. Agora é só esperar o resultado da análise de crédito”, ressalta.

Para Ramsés Araújo, morador de Mangabeira, também é a primeira vez que procura o crédito no programa ‘Eu Posso’. Ele trabalha de vigilante, mas o foco do seu investimento é na locação de caiaques. Ele se inscreveu como pessoa física com a ideia de investir em divulgação e ampliar a frota. “Hoje tenho cinco caiaques, de dupla e individual, e penso em ampliar já que o turismo na cidade vem crescendo bastante. Geralmente atendo demandas nas piscinas do Seixas e na praia de Gramame”, frisou.

Rochelanny da Silva, moradora do bairro Cuiá, já é empreendedora há 5 anos, atuando junto com o marido na comercialização de celulares e acessórios. Há um ano, abriram uma loja. “Queremos usar esses recursos para ampliar o negócio com compra de equipamentos, reforma da fachada e capital de giro”. Aos 28 anos e cinco filhos menores, está disposta a investir no crescimento do seu empreendimento. “Nossa expectativa é crescer cada vez mais”.

O diretor do programa ‘Eu Posso’, explica que para pessoa física, o crédito pode chegar a R$ 8 mil. Já para pessoa jurídica, o valor concedido pode chegar até R$ 15 mil. O pagamento pode ser dividido em até 24 parcelas mensais fixas, com carência de até três meses, quando houver investimento em capital fixo ou misto. Para investimento apenas em capital de giro, o pagamento passa a ser de até 12 parcelas e sem carência. As taxas de juros são de 0,9% ao mês.

“O programa é constituído por oito etapas obrigatórias: inscrição; capacitação; plano de negócio; visita técnica; análise de crédito; entrega do certificado do programa (CEM); concessão do crédito; e pós-crédito. Os valores liberados vão variar mediante análise financeira, score de crédito e aprovação em todas as etapas previstas no processo. Esse trâmite inteiro demora em média 30 dias”, explica Wagner Hernandez.

Próxima etapa – A análise e a aprovação das inscrições seguem a ordem cronológica de requerimento. Na etapa seguinte, a Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Trabalho realiza uma capacitação com cursos de qualificação obrigatórios (presencialmente), nos próximos dias 03 e 04 de julho. São quatro cursos: Precificação, Finanças Pessoais, Comunicação e Vendas. Posteriormente, os candidatos passam para a etapa de elaboração do Plano de Negócios.

  • Texto: Ângela Costa
    Edição: Felipe Silveira
    Fotografia: Kleide Teixeira

Tags:

Compartile: