João Pessoa: 15 de junho de 2024

CAMPANHA ‘MAIO LILÁS’ – MPT e MTE realizam Audiência Coletiva e convidam jovens para debate sobre ‘Atos antissindicais, diversidade e tecnologias no mundo do trabalho’

Publicado em: 23 de maio de 2024

23/05/2024 – O Ministério Público do Trabalho na Paraíba (MPT-PB) realizará, na próxima segunda-feira (27), às 9h, em parceria com o Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), uma Audiência Coletiva com o tema “Atos antissindicais, diversidade e reestruturação dos sindicatos à vista das novas tecnologias no mundo do trabalho”. O evento acontecerá no Auditório do Ministério do Trabalho e Emprego (na Praça Venâncio Neiva, 11), no Centro de João Pessoa, como parte da programação da Campanha Maio Lilás, que busca estimular a participação de trabalhadores em lutas coletivas para a defesa de direitos.

Neste ano, a iniciativa reforça a importância da contribuição de jovens em atividades sindicais, com o slogan “Dê um play nos seus direitos”. Uma Cartilha (Acesse aqui a cartilha) sobre Atos Antissindicais foi lançada pelo MPT e durante este mês há publicações de posts nas redes sociais do MPT, além de eventos em vários Estados do País. A escolha do tema da campanha se dá em um contexto de queda da participação de jovens em atividades sindicais. Segundo o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), a taxa de filiados em sindicatos com idade entre 16 e 29 anos caiu de 3 milhões para 1,3 milhão entre 2012 e 2022, o que representa queda de 55%.

A Audiência Coletiva em João Pessoa terá como palestrante a procuradora Regional do Trabalho do MPT Rio de Janeiro, Viviann Brito Mattos, que é a Coordenadora Nacional da Conalis/MPT (Coordenadoria Nacional de Promoção da Liberdade Sindical e do Diálogo Social).

O evento terá como debatedores o procurador do Trabalho e coordenador Regional da Conalis, Paulo Germano Costa de Arruda e o superintendente Regional do Trabalho na Paraíba, Paulo Marcelo de Lima. O evento contará com a participação do procurador-chefe do MPT-PB, Rogério Sitônio Wanderley. É voltado para lideranças sindicais, representantes de sindicatos, associações e a sociedade em geral. As inscrições são online pelo QR Code que está na programação e no Convite.

Espaço de diálogo social entre a juventude e o movimento sindical

De acordo com a coordenadora nacional de Promoção da Liberdade Sindical e do Diálogo Social (Conalis) do MPT, Viviann Brito Mattos, a campanha visa constituir um espaço de diálogo social entre a juventude trabalhadora e o movimento sindical para busca de posições convergentes de interesse comum a esses importantes atores sociais e, assim, garantir um futuro mais justo e equitativo para todos os trabalhadores e as trabalhadoras do país.

Segundo Viviann, “a falta de participação e engajamento dos jovens trabalhadores enfraquece a representatividade dos sindicatos, tornando-os menos eficazes na defesa dos direitos trabalhistas e na promoção de condições laborais justas e dignas para essa parcela da população trabalhadora, que, atualmente, é a mais afetada pelo desemprego, informalidade e precarização”. A coordenadora nacional da Conalis pontuou ainda que a perda de conexão com os sindicatos é ruim não apenas para juventude trabalhadora, mas também para o próprio movimento sindical em razão da dificuldade de adaptação das entidades às novas realidades do mercado de trabalho e às demandas emergentes dos trabalhadores mais jovens.

Sobre o “Maio Lilás”

O “Maio Lilás” promovido pelo MPT acontece desde 2017 e a escolha do mês tem referência com a greve geral puxada pelos trabalhadores de Chicago, nos Estados Unidos, no final do século XIX, muitos dos quais foram mortos ou presos por lutarem por valorização e por melhores condições de trabalho. Já a cor lilás, é uma homenagem às 129 mulheres trabalhadoras, que foram trancadas e queimadas vivas em um incêndio criminoso numa fábrica de tecidos, em Nova Iorque (EUA), em 8 de março de 1857, por reivindicarem um salário justo e redução da jornada de trabalho. No momento do incêndio, era confeccionado um tecido de cor lilás.

Ascom MPT-PB.

Tags:

Compartile: