João Pessoa: 17 de julho de 2024

Governo da Paraíba realiza ação de segurança alimentar em comunidades tradicionais

Publicado em: 16 de abril de 2024

WhatsApp Image 2024-04-15 at 22.04.52.jpeg
WhatsApp Image 2024-04-15 at 21.51.02 (1).jpeg
WhatsApp Image 2024-04-15 at 21.51.03.jpeg
WhatsApp Image 2024-04-15 at 22.02.31.jpeg
WhatsApp Image 2024-04-15 at 21.52.44.jpeg
WhatsApp Image 2024-04-15 at 22.06.11.jpeg
WhatsApp Image 2024-04-15 at 21.51.03 (1).jpeg
PHOTO-2024-04-16-07-56-25.jpg

O Governo da Paraíba, por meio das Secretarias de Estado do Desenvolvimento Humano e da Mulher e da Diversidade Humana em parceria com Ministério Público Federal, promoveu na última semana uma ação de Segurança Alimentar e Nutricional com a entrega de cestas básicas em 18 comunidades tradicionais. A ação foi realizada em João Pessoa e no Sertão, nas cidades de Catolé do Rocha, Cajazeirinhas, Coremas, Sousa e Pombal.

Cerca de 3 mil cestas foram entregues contemplando a população ribeirinha, quilombola e cigana do Sertão paraibano. A ação visa priorizar e garantir alimentos para as famílias de povos e comunidades tradicionais.

O presidente da Coordenação Estadual das Comunidades Negras e Quilombolas da Paraíba (Cecneq), José Amaro, comemorou a chegada do benefício e a importância de dar visibilidade às comunidades tradicionais. “Uma satisfação imensa o Governo do Estado promover uma política pública na nossa comunidade quilombola. A entrega de cestas básicas é de grande valia para o nosso povo que precisa desse benefício”, contou.

Para a líder quilombola Joseane Santos, que integra a Associação da Comunidade Negra de Paratibe, em João Pessoa, a ação é muito importante para a população carente. “Receber essa doação na comunidade é uma benção. Esses alimentos vão para mesa de muitos que precisam. Depois da pandemia, a gente sentiu esse impacto, e ter essa ajuda do Governo é fundamental para suprir as necessidades do nosso povo”, ressaltou.

A secretária de Estado do Desenvolvimento Humano, Pollyanna Dutra, ressaltou que a iniciativa do Governo do Estado reflete o compromisso da gestão com a população mais vulnerável. “Estou feliz porque o alimento está chegando na mesa de quem mais precisa. Este momento é uma reparação histórica aos povos que foram, durante muito tempo, negligenciados pela sociedade. Essa é uma ação que irá beneficiar inúmeras famílias das comunidades tradicionais em toda a Paraíba”, afirmou a secretária.

Já Francisco Vidal, conhecido como Nestor Cigano, presidente da Associação Centro Calon de Desenvolvimento Integral (CCDI) que abrange as quatro comunidades ciganas do município de Sousa, enfatizou a importância desse benefício. “Só temos a agradecer a iniciativa por priorizar as pessoas que mais necessitam”, destacou.

O presidente da comunidade Quilombola Santa Tereza, em Coremas, José Aldemir da Silva, reforçou o impacto dos alimentos na comunidade. “Estamos felizes em receber a equipe do Estado na nossa comunidade. Mostra o compromisso com o nosso povo, visto que somos uma comunidade com muitas pessoas em vulnerabilidade social. Com certeza, esse alimento chegou no momento certo e vai trazer alívio para as famílias”, observou.

As ações de Segurança Alimentar e Nutricional ainda vão beneficiar mais de 40 comunidades no Brejo e no Cariri. Na Paraíba, existem aproximadamente 50 comunidades quilombolas reconhecidas.

 

SECOM

Tags:

Compartile: