João Pessoa: 23 de julho de 2024

E-protocolo simplifica registro de imóveis

Publicado em: 27 de março de 2024

Em uma era marcada pela digitalização de serviços, o setor de registro de imóveis no Brasil se destaca por adotar uma abordagem inovadora e que promete transformar, sobretudo, a cadeia produtiva da construção civil e do mercado imobiliário, beneficiando a sociedade e impulsionando a economia. O e-protocolo, um sistema que permite o envio eletrônico de documentos para o registro de imóveis, se tornou um marco muito importante nessa jornada de modernização.

O presidente da Associação dos Notários e Registradores da Paraíba, Carlos Ulysses Neto, destacou a importância dessa evolução que substitui a tradicional visita ao “balcão” do cartório para entrega de documentos, como escrituras públicas ou contratos particulares. Segundo ele, embora esta forma ainda ser uma opção, já não é a única maneira de realizar registros ou averbações.

100% digital e sem custo adicional

Com o advento do serviço unificado de registros públicos do Brasil (SERP) e o apoio do Serviço de Atendimento Eletrônico Compartilhado (SAEC) e do Operador Nacional do Registro de Imóveis ONR), é possível protocolar documentos ou solicitar certidões de forma totalmente digital, trazendo inúmeros benefícios.

Ou seja, um salto significativo em termos de eficiência, segurança e redução de custos. “Quando impulsionamos atos de forma mais célere e segura, estamos fomentando a economia como um todo, ressaltou, lembrando que a possibilidade de realizar esses procedimentos eletronicamente, sem custos adicionais, é um avanço notável”, acrescentou, durante entrevista ao jornalista Cândido Nóbrega, que pode ser conferida na íntegra, clicando aqui

E destacou que, nesse contexto, o cidadão pode fazer sua escritura pública eletronicamente e apresentá-la da mesma forma, sem custo extra, isto é, o mesmo custo de fazer de forma física.

“A tecnologia facilita sobremaneira os processos e também impulsiona a atividade notarial e registral. Vemos com bons olhos as novas formas e modelos que a tecnologia vai gerar para a atividade notarial registral. O Brasil, pioneiro na realização de atos notariais e registrais eletrônicos, tem visto números impressionantes desde a adoção dessas inovações e evoluções, especialmente após a pandemia, que acelerou a revolução tecnológica no setor”, testemunhou.

Fomento à economia

Carlos Ulysses concluiu, declarando que os cartórios, além de serem responsáveis pelo registro de imóveis, atuam como desenvolvedores e fomentadores da economia da construção civil, demonstrando o potencial da tecnologia em transformar setores tradicionais e impulsionar o desenvolvimento econômico. “A implementação do e-protocolo é um exemplo claro de como a inovação tecnológica pode beneficiar todo um setor, assim como toda a sociedade, garantindo processos mais rápidos, seguros e acessíveis para todos”, arrematou.

Tags:

Compartile: