João Pessoa: 19 de abril de 2024

Prefeitura de João Pessoa reforça importância dos cuidados com a causa animal

Publicado em: 14 de março de 2024

Uma data dedicada para sensibilizar as pessoas sobre a importância dos cuidados com os animais, sejam eles domésticos ou selvagens. Nesta quinta-feira (14), quando é celebrado o Dia Nacional dos Animais, a Prefeitura de João Pessoa reforça esse cuidado com a causa animal e indica que a população reflita sobre a responsabilidade para com esses seres com quem compartilha a natureza.

No ano passado, a Secretaria de Meio Ambiente (Semam) investiu mais de R$ 3,9 milhões em ações e equipamentos que estão beneficiando a causa animal, como o Castramóvel, a Clínica do Pet, o programa Banco de Ração e ainda a construção do primeiro hospital público veterinário da Capital, previsto para ser entregue nos próximos meses. Outro exemplo desse empenho pode ser visto no Parque Arruda Câmara, conhecido como Bica, onde são realizados cuidados diários visando o bem-estar e a saúde dos bichos.

“O Dia Nacional dos Animais é uma oportunidade para refletir sobre a importância de cuidar e respeitar todas as formas de vida em nosso planeta. Em João Pessoa, a Prefeitura demonstra um compromisso exemplar com a causa animal, garantindo que os animais sob seus cuidados recebam os melhores cuidados possíveis”, ressaltou o diretor do Parque Arruda Câmara, Renato Braga.

Thiago Nery, chefe do setor de zoológico do Parque Arruda Câmara, informa que o local conta com corpo técnico composto por uma equipe multidisciplinar, com zootecnista, responsável pela nutrição dos animais; biólogos cuidando de biometria, da parte reprodutiva e de neonatal dos animais; veterinários zelando pela sanidade do plantel, protocolos de higiene e inspeção sanitária e a parte médica veterinária, laboratorial, para resguardar a saúde dos animais, além de ecólogo, que é responsável pelo manejo das espécies.

O chefe do setor de zoo informa ainda que os trabalhos realizados no local se baseiam em quatro pilares, sendo Educação Ambiental, Bem-estar Animal, Conservação de Espécies e Pesquisa. “Dentro da parte de conservação, o zoológico trabalha com a medicina preventiva, que é aquela que evita que o animal adoeça. A gente faz isso através de práticas de bem-estar animal, que quanto maior o bem-estar, melhor a imunidade, então, a gente tenta mecanismos para deixar esse animal sempre com seu estresse mínimo possível. E as práticas de bem-estar envolvem diversos fatores, dentre eles, uma nutrição balanceada e individual para cada animal”, explicou Thiago Nery.

Uma das prioridades é garantir que os animais recebam uma alimentação adequada e balanceada. Isso é alcançado através de uma dieta cuidadosamente elaborada, em conformidade com os mais recentes padrões de nutrição animal recomendados, numa abordagem que garante que os animais recebam todos os nutrientes necessários para uma vida saudável.

O bem-estar dos animais é uma preocupação constante no Parque Arruda Câmara. Para promover o enriquecimento ambiental e garantir que os animais tenham uma vida estimulante e satisfatória, são implementadas diversas medidas, como a criação de ambientes naturais e a oferta de atividades que estimulem seus instintos naturais.

No local, a saúde dos animais é uma prioridade absoluta. Por isso, o parque conta com um ambulatório próprio, onde são realizados exames clínicos regulares e tratamentos veterinários quando necessário. Além disso, há parceria com clínicas, que ampliam ainda mais a gama de cuidados disponíveis, garantindo que os animais recebam a atenção médica adequada.

Serviço – Localizado na Avenida Gouveia Nóbrega, s/n – Roger, o Parque Arruda Câmara abre de terça-feira a domingo, das 8h às 17h. A bilheteria funciona apenas até 16h. A taxa ambiental de entrada custa R$ 3. Crianças com até 7 anos, pessoas com deficiência e idosos acima de 65 anos não pagam entrada.

  • Texto: Patrícia Cantisani
    Edição: Felipe Silveira
    Fotografia: Arquivo/Secom

Tags:

Compartile: