João Pessoa: 17 de abril de 2024

Governo da Paraíba realiza ação educativa de combate à dengue na Feira de Jaguaribe

Publicado em: 7 de março de 2024

WhatsApp Image 2024-03-06 at 11.21.08 (1).jpeg
WhatsApp Image 2024-03-06 at 11.21.07 (1).jpeg
WhatsApp Image 2024-03-06 at 11.21.08 (2).jpeg
WhatsApp Image 2024-03-06 at 11.21.07.jpeg
WhatsApp Image 2024-03-06 at 11.21.08.jpeg

O Governo da Paraíba, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (SES), realizou uma ação educativa na Feira de Jaguaribe, em João Pessoa, nesta quarta-feira (6) pela manhã. Equipes da Vigilância Ambiental e da 1ª Gerência Regional de Saúde entregaram panfletos com informações sobre formas de combater o denominado mosquito da dengue, o Aedes aegypti, ao mesmo tempo em que conversavam com os comerciantes e consumidores a respeito dos cuidados que cada um deve ter em suas casas para evitar a proliferação do mosquito.

A ação foi acompanhada pelo secretário executivo de Estado da Saúde, Patrick Almeida. “A SES entende que a educação em saúde é a melhor forma de prevenir. Por isso, viemos na Feira de Jaguaribe onde há uma grande concentração de pessoas que vêm de vários bairros, para conversar com feirantes e clientes sobre os cuidados que cada um deve tomar em suas casas, pois entendemos que combater o mosquito é papel de todos”, disse.

O gerente operacional de Saúde Ambiental da SES, Luiz Almeida, reforçou que as ações educativas têm uma grande importância no combate à dengue. “Vindo a estes espaços onde há uma grande quantidade de pessoas, conversamos com feirantes e clientes sobre como está a vistoria em seus espaços individuais, como casa, quintais, jardins, etc, para que seja retirada toda a condição de água parada, que favorece a proliferação do mosquito transmissor da dengue, zika e chikungunya. É um momento de todo mundo se unir para manter as arboviroses controladas na Paraíba”, pontuou.

Antonio Pedro é feirante há 40 anos. Durante a ação, revelou que faz direito o dever de casa quanto a se prevenir contra o mosquito. “É só não deixar nenhuma vasilha com água. Lá em casa, só fica com água a vasilha dos animais e, mesmo assim, todo dia eu limpo e encho de novo. Até nas minhas janelas eu boto tela para que o mosquito não entre. Tenho medo demais desse bicho. Como já sou diabético, se ele me picar, piora a minha situação”, confessou.

A SES recomenda que, pelo menos uma vez por semana, deve ser feita uma faxina para eliminar copos descartáveis, tampas de refrigerantes ou outras garrafas, não deixar água acumulada em pneus e adicionar cloro à água da piscina. Essas são algumas medidas que podem fazer toda a diferença para impedir o registro de mais casos de arboviroses, além de receber em domicílio o técnico de saúde devidamente credenciado, para que as visitas de rotina sirvam como vigilância.

SECOM

Tags:

Compartile: