João Pessoa: 15 de julho de 2024

Luciano Bivar cancela convenção que elegeria nova direção do União Brasil

Publicado em: 29 de fevereiro de 2024

Portal WSCOM

O presidente do União Brasil, Luciano Bivar, decidiu cancelar a convenção nacional do partido, originalmente marcada para formalizar sua sucessão na liderança da sigla. O Tribunal Superior Eleitoral autorizou a modificação estatutária que permitiria a convenção em fevereiro, mas a decisão foi emitida apenas dois dias antes do evento, impossibilitando uma nova convocação a tempo, de acordo com Bivar. O cancelamento ocorre um dia após Bivar insinuar denúncias contra membros do partido, sem apresentar evidências, e ele afirmou que a eleição estava “eivada de vícios”, sem detalhar quais seriam.

Confira o edital de cancelamento

A mudança na presidência do partido, que deve oficializar o advogado Antônio Rueda como novo líder do União Brasil, foi decidida no final do ano passado em meio a conflitos internos. A convenção marcaria a transição, deixando Bivar fora das decisões partidárias. Apesar de ter apoio de alguns deputados, Bivar não conta com o respaldo dos governadores do partido. Sem citar o nome de Rueda nas denúncias, Bivar sugeriu que o sucessor estaria envolvido em esquemas ilícitos, alegando que o partido não deve ser liderado por alguém com intenções comerciais.

O União Brasil, formado em 2022 pela fusão do DEM e PSL, enfrenta desde o início uma disputa interna. Atualmente, possui a maior bancada na Câmara, com 59 deputados federais. Relatos também indicam que Bivar teria ameaçado familiares de Rueda de morte, uma acusação que o presidente nega.

Tags:

Compartile: