João Pessoa: 23 de julho de 2024

Fundac premia socioeducandos vencedores do V Concurso de Origami

Publicado em: 17 de janeiro de 2024

Aarte de produzir peças por meio da dobradura de papéis vem conquistando espaço dentro do sistema socioeducativo do estado da Paraíba e a Fundação Desenvolvimento da Criança e do Adolescente “Alice de Almeida” (Fundac) incentiva, cada vez mais, a participação dos adolescentes e jovens em cumprimento de medidas judiciais a realizar esse trabalho, em especial, durante o Concurso de Origami, promovido anualmente pela Instituição. Na manhã desta terça-feira (16), a Fundação encerrou mais uma edição do certame e premiou os socioeducandos que produziram as cinco melhores peças selecionadas pela comissão julgadora do concurso.

O V Concurso de Origami da Fundac foi lançado em outubro de 2023 e contou com a participação de 34 socioeducandos. A solenidade de premiação aconteceu no auditório da sede da Fundação e contou com a presença do presidente Flavio Moreira, dos diretores Ziza Maia, Beto Meireles e Miguel Moura, e dos socioeducandos que tiveram seus origamis selecionados pela comissão julgadora, composta pelo produtor cultural Chico Noronha, pelo jornalista Lael Arruda e pela artista plástica Cristina Medeiros.

Na ocasião, o presidente da Fundac, Flavio Moreira, teve a oportunidade de falar da surpresa que cada edição do concurso vem sendo para os que fazem a socioeducação do estado. “A cada ano que passa a qualidade das peças produzidas pelos socioeducandos nos surpreendem mais pela criatividade e detalhe de cada trabalho. Independentemente da premiação, todos os envolvidos no concurso estão de parabéns pelo empenho e dedicação em cada produção”, disse ele, lembrando que a atividade tem a função de incentivar a arte e ocupar o tempo ocioso dos adolescentes e jovens durante o cumprimento da medida.

“Meu desejo é que os socioeducandos passem pelo cumprimento da medida de forma produtiva e possam entender e aprender para seguir sem olhar para trás. Nossa meta é investir cada vez mais na capacitação, profissionalização, educação e no serviço pós-medida. Quando mostramos para vocês o caminho certo, estamos trabalhando pela evolução da sociedade. Existe ainda muito preconceito e esse tipo de arte mostra que é possível ter uma nova vida e uma nova direção a seguir”, concluiu o presidente da Fundac.

Das 34 peças de origamis produzidas pelos socioeducandos em dois meses, 10 foram selecionadas e as cinco primeiras colocadas receberam premiação: do primeiro ao terceiro colocados o prêmio foi um tablet e o quarto e quinto lugares, mini-games. Entre as peças produzidas estão porta-retratos, cisnes, casas, porta jóias e até trabalhos que representam elementos da cultura pop como “Minions” e “Baby Yoda”, o que comprova a diversidade e atualidade dos assuntos abordados.

Entre as peças vencedoras do concurso, estão: Casa Chinesa de quatro andares (1° lugar) produzida por J.M. do Centro Socioeducativo Edson Mota – CSE; Pavão (2° lugar) por E.P. do Centro Educacional do Adolescente CEA/Sousa; e Casa Chinesa de dois andares (3° lugar) por J.C. também do Centro Socioeducativo Edson Mota.

Durante a premiação do Concurso de Origami, os presentes tiveram ainda a oportunidade de conhecer um pouco das ações promovidas pelo setor de Esporte, Cultura e Lazer da Fundac, por meio de palestra promovida pelo coordenador Nilton Santos.

Ascom

Tags:

Compartile: