João Pessoa: 15 de julho de 2024

Justiça da Suíça anula condenação de Cuca por estupro e determina indenização ao técnico

Publicado em: 4 de janeiro de 2024

Brasil 247

O Tribunal Regional de Berna-Mitteland, na Suíça, anulou a condenação do técnico de futebol Cuca por suposta participação no estupro coletivo de uma menor de idade durante uma excursão ao país em 1987, informa a Folha de S. Paulo.

A juíza Bettina Bochsler havia acatado em novembro do ano passado um recurso da defesa do treinador que pedia um novo julgamento alegando que ele fora condenado à revelia (sem representação legal). O Ministério Público do país, entretanto, ponderou que o crime prescreveu e, por isso, a pena deveria ser anulada e o processo extinto.

Então, em 28 de dezembro, Bochsler encerrou o caso e determinou que Cuca recebesse uma indenização de 13 mil francos suíços (R$ 75 mil). O valor, contudo, foi reduzido a 9.500 francos (R$ 55,2 mil) devido a descontos por custos processuais do julgamento ocorrido em 1989.

Vale apontar que, apesar da anulação do processo pelos motivos levantados, o técnico não foi inocentado. Sua defesa, no entanto, alega ter documentos para comprovar que ele jamais estuprou a jovem de 13 anos em 1987.

Em nota publicada após a anulação do caso, Cuca afirma: “Hoje eu entendo que deveria ter tratado desse assunto antes. Estou aliviado com o resultado e convicto de que os últimos oito meses, mesmo tendo sido emocionalmente difíceis, aconteceram no tempo certo e de Deus”.

Tags:

Compartile: