João Pessoa: 27 de fevereiro de 2024

Genius: PBTur lança plataforma de dados turísticos da Paraíba

Publicado em: 20 de dezembro de 2023

EVENTO1 (2).jpeg
EVENTO1 (4).jpeg
EVENTO1 (3).jpeg
EVENTO1 (1).jpeg
EVENTO1 (5).jpeg
EVENTO1 (7).jpeg

A Empresa Paraibana de Turismo lançou, nesta terça-feira (19),  o Genius – Painel de Inteligência de Dados Turísticos da PBTur. A plataforma reúne dados sobre o setor, como o fluxo de passageiros que chegam e saem do estado, a taxa de ocupação dos meios de hospedagem, o mercado de trabalho relacionado ao turismo e as finanças públicas destinadas à atividade.

O painel foi apresentado em uma coletiva de imprensa, com a presença do presidente da PBTur, Ferdinando Lucena; da secretária de Turismo do Estado, Rosália Lucas; do secretário executivo de Turismo, Delano Tavares; do presidente da ABIH, Rodrigo Pinto; do Diretor da Aena, Jorge Odir; de Regina Amorim, gestora de Turismo e Economia Criativa do Sebrae-PB; Eurico Sprakel, analista de Planejamento do IBGE, além do Diretor de Marketing da PBTur, Allan Sales, e do gestor de Inteligência de Mercados, Competitividade e Inovação da PBTur, Marcus Abrantes.

O Genius pode ser acessado pelo site www.genius.pbtur.pb.gov.br. Para saber informações mais detalhadas em cada tópico, é preciso clicar no período (ano/mês) e ele mostra a comparação referente ao outro ano. A ferramenta também irá disponibilizar mensalmente boletins, com a análise dos dados.

De acordo com os dados do Genius, o Aeroporto de João Pessoa registrou 1.231.689 passageiros em 2022. Já este ano, de janeiro a novembro, o número aumentou para 1.282.272 passageiros, totalizando 2.513.961 embarques e desembarques no aeroporto Castro Pinto nos 2 anos.

Por sua vez, o Aeroporto de Campina Grande registrou 133.809 passageiros em 2022, e entre janeiro e novembro de 2023, o fluxo total foi de 200.257 passageiros, um aumento de mais de 66 mil em comparação com o ano anterior.

No que se refere ao mercado de trabalho, os dados da Junta Comercial também são positivos. Em 2022, o saldo de empregos com carteira assinada no comércio foi de 4.600. Até novembro de 2023, esse número aumentou para 6.000 empregos. Além disso, em 2023, o número de empregos em restaurantes permaneceu positivo, com um saldo de 723, e o setor de transportes contabilizou 607 empregos.

A taxa de ocupação hoteleira também se manteve na média do ano de 2022. Entre janeiro e dezembro do ano passado, a média de ocupação foi de 66,44%. No entanto, em 2023, a média até novembro foi de 67,93% em João Pessoa. A análise do período completo será concluída em 2024, com os dados referentes a dezembro.

De acordo com Ferdinando Lucena, presidente da PBTur, com a divulgação dos dados do Genius, já é possível perceber que o turismo na Paraíba tem estado em alta e que as estratégias de promoção e os investimentos do governo estadual têm dado resultado. “Os gestores públicos, o trade turístico e outras autoridades vão poder acompanhar de forma mais eficiente o fluxo dos turistas e planejar ações para aprimorar o acolhimento aos visitantes”, ressaltou.

O gestor de Inteligência de Mercados, Competitividade e Inovação da PBTur, Marcus Abrantes, destaca que, em 2024, a equipe também fará pesquisa de campo sobre satisfação dos turistas, eventos e nichos específicos do setor. “O Painel está em sua primeira fase e aos poucos novas informações serão acrescentadas. Essas outras pesquisas também irão nortear as tomadas de decisões, dando informações concretas de onde devemos melhorar e investir para atrair mais turistas e investidores”, disse.

Rosália Lucas, secretária de Turismo e de Desenvolvimento Econômico da Paraíba, comenta que os dados disponíveis no Painel são apenas o início da estratégia da Setde e PBTur de tornarem públicas as informações do turismo na Paraíba. “Com essa iniciativa, pretendemos fortalecer o setor, atrair mais visitantes e gerar mais renda para o estado”, comenta.

A base de dados leva em consideração informações oriundas dos seguintes bancos de dados: Aena, Junta Comercial e Portal da Transparência. E tem a parceria com a Universidade Federal da Paraíba (UFPB), Sebrae, Fecomércio, IBGE e Rede Brasileira de Observatórios de Turismo.

SECOM

Compartile:

Tags: