João Pessoa: 26 de fevereiro de 2024

Comitiva do CFA visita novo ministro do empreendedorismo

Publicado em: 4 de dezembro de 2023

Comitiva Do Cfa Visita Novo Ministro Do Empreendedorismo
Comitiva Do Cfa Visita Novo Ministro Do Empreendedorismo

 

niciativa deve estreitar relações entre o Ministério do Emprendedorismo e o CFA

 

 

Uma comitiva do Conselho Federal de Administração, liderada pelo vice-presidente da autarquia Gilmar Camargo, visitou na ultima terça-feira, 28, o ministro Márcio França — do recém-criado ‘Ministério do Empreendedorismo da Microempresa e Empresa de Pequeno Porte’. A visita teve como objetivo apresentar produtos e serviços públicos desenvolvidos pelo CFA e estreitar laços institucionais.

Os representantes do CFA apresentaram o ‘Índice CFA de Gestão Municipal (IGM-CFA)’, que reúne dados de todos os municípios brasileiros que disponibilizam suas informações sobre finanças, gestão e desempenho. Com a ferramenta é possível avaliar e comparar índices entre diferentes cidades e até mesmo estados.

Outro produto apresentado ao ministro foi a ‘Cartilha de Planejamento Estratégico Municipal (PEM)’ — um guia voltado a gestores públicos, funcionários municipais e pessoas interessadas em contribuir para o desenvolvimento sustentável das cidades. A cartilha tem como objetivo apresentar a importância do planejamento estratégico como uma poderosa ferramenta para orientar decisões, estabelecer diretrizes e construir um futuro mais promissor para toda a comunidade.

Além dos produtos, o assunto principal da conversa foi, no entanto, a geração de emprego e renda por meio das Micro e Pequenas Empresas. Como ex-membro da Câmara de Formação Profissional, e integrante do “Fórum Permanente das Microempresas e Empresas de Pequeno Porte”, Mauro Leonidas (hoje diretor de comunicação e marketing do CFA) apresentou suas considerações e percepções sobre o tema ao ministro.

“O futuro está na geração dos próprios empregos, em vez de esperar ser contratado por alguém; por isso, investir nas MPEs é questão estratégica tanto para os profissionais da administração quanto para o País como um todo. Devemos olhar com cuidado e carinho essas instituições, pois elas geram a maior parte dos empregos e rendas no Brasil”, disse Leonidas.

Oportunidades

Já o vice-presidente Gilmar Camargo disse que é papel do CFA não apenas fiscalizar, mas também pensar em estratégias que visem gerar maior empregabilidade para os profissionais da administração. Sensível ao tema, ele acredita que a visita ao ministro é a primeira iniciativa, de muitas, para aumentar as oportunidades profissionais, bem como promover mudança de cultura sobre o tema no Brasil.

“Temos nos debruçado bastante sobre a empregabilidade de nossos profissionais. O CFA tem apresentado uma série de projetos para melhorar a capacitação de nossos registrados e pensa constantemente em soluções para diminuir a dependência da empregabilidade. Com capacitação e inovação, é possível fazer surgir novas empresas com capacidade não apenas de abrir as portas, mas de elas se manterem abertas”, disse.

Já o ministro Márcio França viu com bons olhos a iniciativa do CFA e disse precisar de parceiros qualificados para ajudar as microempresas, e pequenas de pequeno porte, a se estabelecerem no mercado. Segundo ele, um dos maiores desafios é investir em capacitação, qualificação e políticas públicas que favoreçam tais instituições embrionárias.

“As micro e pequenas empresas são os maiores empregadores do País e, ao mesmo tempo, são aquelas que têm mais dificuldade de acesso a crédito, de informação e de benefícios. Criar um ministério sobre esse tema é chamar atenção para o assunto e ao mesmo tempo estimular que políticas de governo possam chegar a essas pessoas”, finalizou.

Também estiveram presentes na visita o diretor da Câmara de Administração e Finanças Francisco Costa; o coordenador de Gestão Pública Marcelo Gomes; e a conselheira federal pelo estado de Pernambuco Adriana Rodrigues.

Da assessoria de comunicação do CFA

Compartile:

Tags: