João Pessoa: 1 de março de 2024

Pimenta confirma que Petrobras pode fazer mais para abrasileirar seus preços

Publicado em: 22 de novembro de 2023

Brasil 247

O ministro da Secretaria de Comunicação Social (Secom), Paulo Pimenta, expressou sua posição nesta terça-feira (21) em relação à necessidade de “nacionalizar” os preços dos combustíveis no Brasil. Em entrevista à revista “Veja”, reportada pelo Valor, Pimenta defendeu veementemente que a Petrobras deve encontrar uma “fórmula” para uma redução mais substancial nos preços do óleo diesel, gasolina e gás de cozinha.

O desentendimento sobre a política de preços adotada pela Petrobras se intensificou recentemente, gerando um confronto entre dois pesos-pesados do governo: o presidente da Petrobras, Jean Paul Prates, e o Ministro de Minas e Energia, Alexandre Silveira. As divergências entre os dois escalaram com declarações entre sexta-feira (17) e sábado (18), servindo como pano de fundo para o confronto. Reportagem do Brasil 247, publicada na noite de ontem, revelou bastidores da reunião entre o presidente Lula, Prates e vários ministros, em que o presidente da Petrobrás foi cobrado a reduzir preços, ampliar investimentos e reduzir dividendos pagos aos acionistas minoritários.

Paulo Pimenta, alinhado às críticas contra Prates, enfatizou a importância de equilibrar os interesses do mercado e do país para viabilizar uma redução nos custos diários. Ele assegurou que o governo está atento à reunião da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) nesta semana, mas destacou a ausência de qualquer “medida extrema”.

O impasse entre o Ministro de Minas e Energia e o presidente da Petrobras se agravou, com Silveira pedindo uma revisão dos preços pela Petrobras. Em resposta, Prates sublinhou a necessidade de seguir procedimentos específicos para estabelecer uma queda nos preços dos derivados nas refinarias. Diante dessa tensão, o presidente Lula convocou uma reunião para esta terça-feira, visando discutir e buscar soluções para a crescente controvérsia sobre os preços dos combustíveis. O encontro contou com a participação dos ministros da Casa Civil, Rui Costa, da Fazenda, Fernando Haddad, de Minas e Energia, Alexandre Silveira, e do próprio presidente da Petrobras, Jean Paul Prates.

Compartile:

Tags: