João Pessoa: 21 de fevereiro de 2024

Professores da Rede Pública de Ensino são selecionados para produzir material didático exclusivo do Programa Alfabetiza Mais Paraíba

Publicado em: 13 de novembro de 2023

WhatsApp Image 2023-11-10 at 16.49.24.jpeg

Dez professores que atuam na Rede Pública de Ensino na Paraíba foram selecionados para pesquisa e elaboração do novo material didático de Língua Portuguesa para os 1º e 2º anos do Ensino Fundamental. Os livros produzidos serão exclusivos para o Programa Alfabetiza Mais Paraíba lançado pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Educação, e terá distribuição gratuita para todos os municípios do Estado.

O Programa vai colocar em prática o Pacto pela Alfabetização na Idade Certa pelo Regime de Colaboração com os Municípios com os objetivos de alfabetizar estudantes até os 7 anos de idade e a correção do déficit de aprendizagem no qual ele se encontra. Em 2023, essa parceria entre o Estado e os Municípios foi reforçada, por meio de atividades técnicas e estratégias pedagógicas, para potencializar o ensino-aprendizagem nos anos iniciais do Ensino Fundamental.

O Pacto pela Alfabetização está apoiado em eixos fundamentais como um sistema de avaliação diagnóstica, somativa e avaliativa, promovido aos estudantes durante o ano letivo. Formação continuada dos professores de todos os municípios que aderiram ao programa e também para os gestores.

Outro compromisso do programa está em andamento com a produção do novo material didático específico da Paraíba, para estudantes dos 1º e 2º anos do Fundamental, que será lançado em 2025. Serão quatro livros da coleção “Veredas da Leitura e da Escrita”: dois de leitura, um do estudante e um do professor.

“A confecção do material didático pelos professores da Paraíba é o nosso terceiro eixo do Pacto pela Alfabetização, além do monitoramento e acompanhamento de toda evolução dos alunos por meio dos testes aplicados durante o ano. Mas também faremos um monitoramento da gestão, como está sendo organizado o sistema de alfabetização e como os professores estão conseguindo trabalhar com o material didático e mapear as crianças que ainda estão em dificuldade”, explicou o secretário de Estado da Educação, Roberto Sousa.

Essa produção é uma parceria do Governo da Paraíba, por meio da Secretaria de Estado da Educação, com a associação sem fins lucrativos Bem Comum, que tem como foco a alfabetização de crianças na idade correta. A associação Bem Comum tem como parceira a Nova Escola material educacional que realizou a seleção dos professores, fará a formação para produção dos livros e também será responsável pelo pagamento das bolsas dos professores-autores.

Foram 166 profissionais inscritos, que passaram por avaliação curricular, sendo 30 entrevistados, dez aprovados e mais três suplentes. Entre os requisitos é necessário que nos últimos três anos, o candidato tenha formação sobre a Base Nacional Comum Curricular ou sobre o Documento Curricular em território paraibano, estar atuando na sala de aula e ter experiência de três anos na alfabetização dos 1º e 2º anos do Ensino Fundamental.

Os trabalhos com esses professores-autores já iniciaram com as discussões das temáticas que serão sugeridas para produção dos livros. As reuniões estão ocorrendo de forma remota e também presencial com os professores, a Nova Escola e a Secretaria da Educação. A partir do dia 8 de janeiro de 2024, os professores-autores vão iniciar uma formação ministrada pela Nova Escola. O objetivo é alinhar as diretrizes para produção do material e definir os assuntos e pesquisas.

Para a elaboração desse material, a Nova Escola preza pelas diretrizes utilizadas na produção dos materiais didáticos tenham orientação prevista na Base Nacional Comum Curricular (BNCC), onde também se encontra a utilização do viés regional, um dos pontos mais importantes que estará presente no novo livro didático.

Por esse motivo, os professores selecionados para o projeto são das cidades de Princesa Isabel, Conde, Mamanguape, Mataraca, Esperança, Santa Rita, Livramento, Imaculada, Monteiro e Duas Estradas. Municípios das quatro mesorregiões da Paraíba, Mata, Sertão, Cariri e Agreste, justamente para trazer as características cultural, histórica e geográfica das localidades.

A professora da rede municipal do Conde, Valéria Pacífico, foi uma das selecionadas pela Nova Escola para produção dos materiais. Valéria tem 16 anos de experiência em sala de aula, ao todo são 19 anos de profissão, voltados para a alfabetização. A professora está familiarizada com a elaboração de atividades específicas para séries iniciantes do Ensino Fundamental e ainda disponibiliza suas produções com outros professores.

Valéria ressaltou que um ponto determinante para ela fazer a inscrição foi saber que iria participar de um processo de elaboração de um material didático com referência à Paraíba. “Enquanto profissional da educação recebi muitos livros, que as crianças não se viam, não se identificavam, eles não se encontravam nesse material e eu também não me encontrava. Então se tornava um desafio preparar uma aula e é diferente quando introduzimos alguma referência ou imagem do município em que essas crianças moram”.

Entre os assuntos, os quais a professora deseja levar como sugestões para introduzir no novo material didático são a agricultura, as belezas naturais do litoral e a cultura popular. “Eu quero buscar nos quatros cantos da nossa região inspirações. Os fatos históricos, nossas manifestações culturais, nossas lendas. Colocar imagens da vegetação da nossa localidade, dos animais e da nossa agricultura familiar que precisa ser valorizada e reconhecida”, detalhou, Valéria.

Além de Valéria, também foram selecionados para elaboração do novo material didático dos 1º e 2º anos, os professores: João Paulo Pereira da Silva (Princesa Isabel), Rogério Lima (Monteiro), Adriana Santos de Lima (Mamanguape), Carlos Alberto Bezerra Neto (Mataraca), Paula Sabrina Barbosa de Albuquerque (Esperança), Lucielys Assunção Costa Magalhães (Santa Rita), Jucilene Leite da Siva (Imaculada), Carla Palloma Brito Gomes de Farias (Livramento) e a Maria Rosângela Marques de Farias (Duas Estradas).

Os profissionais serão remunerados pela Nova Escola, de acordo com sua produção e terão direitos todos autorais relacionados aos livros didáticos.

A secretária executiva de Gestão Pedagógica, Elizabete Araújo, ressaltou que essa produção dos livros didáticos é um momento histórico para a Educação da Paraíba.
“É a primeira vez que a Paraíba terá essa construção de um material estruturado e autoral de leitura para os estudantes e professores, contendo forma e ilustração com a identidade dos nossos povos e do nosso território, pois essa ação faz parte do Pacto pela Alfabetização na Idade Certa lançado em maio deste ano”, frisou.

Para 2024, os estudantes dos 1º e 2º anos do Ensino Fundamental vão utilizar os livros didáticos da coleção Veredas. Mas só a partir de 2025 será lançado os livros de autoria dos professores paraibanos.

No dia 14 de novembro é comemorado o “Dia Nacional da Alfabetização” e a professora selecionada, Valéria Pacífico, definiu o que é alfabetizar para ela: “Uma criança quando é alfabetizada ela externa a cidadania, ela passa a entender os direitos, os deveres e seu papel dentro da sociedade. A escola precisa garantir os direitos da criança”.

Professores-autores

Adriana Santos de Lima de Mamanguape
Professora da turma do 2°ano no município de Mamanguape, possui MBA em Gestão Escolar- USP 2022, especialização em Docência nos Anos Iniciais pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB). Graduada em Licenciatura em Pedagogia pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB). Preceptora no Programa Residência Pedagógica da UFPB.

Carla Palloma Brito Gomes de Farias
Poetisa, alfabetizadora, especialista em Educação Infantil e membro da Casa dos Poetas do Cariri (CPC) – Poeta Manoel Nicolau. Sócia efetiva da Academia do Cordel do Vale do Paraíba (ACVPB).

Carlos Alberto Bezerra Neto
Professor indígena Potiguara, formado em Licenciatura em Matemática, Especialmente em Gestão Escolar. Atuou no Regime de Colaboração Integra Educação Paraíba como Formador Estadual dos Ciclos Formativos.
Atualmente é coordenador pedagógico na EEIEFM Guilherme da Silveira em Rio Tinto – PB. É professor no grupo de apoio em Estratégias Didático-Pedagógicas para o Ensino da Matemática para professores e estudantes do Ensino Fundamental da rede municipal da cidade de Mataraca – PB.

João Paulo Pereira da Silva
Pedagogo e psicopedagogo por formação, com experiência em sala de aula e no campo de formação de professores pela Lyceum Consultoria, por meio do Programa Educar para Valer da associação Bem Comum. Formador e coordenador pedagógico da Secretaria Municipal de Princesa Isabel.

Jucilene Leite da Silva
Trabalha há 15 anos com as turmas de 1° ao 3° anos do Ensino Fundamental. É formada em Biologia pela Universidade Estadual Vale do Acaraú (UVA) e também é formada em pedagogia pela FAEL, especialização em Psicopedagogia pela FIP,
Cursando pós-graduação em Alfabetização, Educação infantil e Educação especial pela Faveni.

Lucielys Assunção Costa Magalhães
Professora da educação básica do Ensino Fundamental do município de Santa Rita. Lucielys também é supervisora escolar com experiência em sala de recursos e formação de professores. Experiência como supervisora e gestora escolar. Psicopedagoga clínica, escritora, palestrante e empreendedora.

Maria Rosângela Marques de Farias
Psicopedagoga (UniFip), Especialista em Alfabetização com Evidências Científicas, Oficina da Inteligência, Graduada em Letras português (UFPB). Graduada em Pedagogia (UFPB), também é especialista em Língua, Linguística e Literatura (UNIFIP) e pós graduada em Análise do comportamento Aplicada (Faveni).
Atualmente é coordenadora da Educação Infantil e do Município de Regime de Colaboração Integra Duas Estradas -PB.

Paula Sabrina Barbosa de Albuquerque
Pedagoga (UEPB), Especialista em Psicopedagogia (FIP). Atualmente é professora – anos iniciais do ensino fundamental da rede pública municipal de Esperança – PB e da rede privada do município de Campina Grande – PB. Tem pesquisado e publicado, especificamente, no campo da Pedagogia da Infância, Desejo de Aprender, Direitos de Aprendizagens na Educação Básica e Formação em contexto.

Rogério Rodrigues de Lima
Licenciado em Letras-Espanhol e em Pedagogia pela Universidade Estadual da Paraíba – UEPB; Especialista em Docência do Ensino Superior pela Faculdade Internacional Signorelli; Professor dos anos iniciais da Rede Municipal de Educação do município de Monteiro – Paraíba desde 2007. Ao longo desses anos teve experiência em salas de recursos multifuncionais para o Atendimento Educacional Especializado – AEE, salas multisseriadas, em escolas situadas na zona rural e turmas do ciclo de alfabetização em escolas da zona urbana. Desde 2020, atua como formador municipal da equipe docente do ciclo de alfabetização.

Valéria de Carvalho Pacífico
Professora (estatutária) do município de Conde/PB, há 15 anos é formada em licenciatura em Pedagogia pela Universidade Federal da Paraíba e especialista em Supervisão e Orientação Educacional – Centro Integrado de Tecnologia e Pesquisa Faculdade Nossa Senhora de Lourdes. Atualmente é formadora do Ciclo de Alfabetização do Programa Tempo de Educar e também elabora Material Didático complementar personalizado e Avaliação em rede.

SECOM

Compartile:

Tags: