João Pessoa: 17 de julho de 2024

Moraes depõe à PF sobre ataques em aeroporto de Roma

Publicado em: 25 de julho de 2023

Portal WSCOM com 247

 

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), prestou depoimento à Polícia Federal nesta segunda-feira, 24, para esclarecer os incidentes ocorridos no Aeroporto Internacional Fiumicino, em Roma. Na ocasião, o ministro e sua família foram alvo de hostilidades envolvendo integrantes da família Mantovani.

De acordo com reportagem do jornal O Estado de S. Paulo, Moraes acompanhado de uma advogada e de seus familiares, chegou à sede da Superintendência Regional da PF em São Paulo às 14 horas e deixou o local por volta das 17 horas. Durante o depoimento, o ministro detalhou o tumulto ocorrido no último dia 14 em Roma, quando Roberto Mantovani Filho, Andréia Munarão e Alex Zanatta Bignotto teriam dirigido xingamentos contra ele.

Além do próprio ministro, sua esposa, Viviane Barci de Moraes, e seus três filhos, Alexandre, Giuliana e Gabriela, também prestaram depoimento à PF. Os depoimentos foram realizados por meio de videoconferência, conduzidos pelo delegado federal em Brasília, Hiroshi Sakaki.

O inquérito instaurado pela Polícia Federal busca esclarecer os fatos relacionados ao ocorrido no aeroporto de Roma. Alexandre de Moraes já havia formalizado uma representação junto à corporação após o incidente. Além das hostilidades direcionadas ao ministro, um membro do grupo teria agredido seu filho, o advogado Alexandre Barci de Moraes, de 27 anos.

Na semana passada, a Delegacia da PF em Piracicaba, interior de São Paulo, ouviu os depoimentos dos três acusados de hostilizar e agredir o ministro e seu filho. O advogado Ralph Tortima, que representa a família Mantovani, apresentou uma linha de defesa que classifica o episódio ocorrido no Aeroporto Internacional de Roma como “um mal entendido”.

 

Tags:

Compartile: