João Pessoa: 25 de junho de 2024

Cofeci oportuniza curso que abre portas para carreira no mercado imobiliário internacional

Publicado em: 20 de maio de 2023

O Conselho Federal de Corretores de Imóveis promoverá em conjunto com a National Association of Realtors® (NAR) entre a próxima segunda-feira e sexta-feira (26), curso internacional online com aulas interativas e ao vivo, com participação de corretores de imóveis de Portugal e brasileiros que atuam na região da Flórida, num network inigualável e oportuníssimo para interagir com colegas que fazem negócios em outras moedas.

Inscrições, formas de investimento e outras informações encontram-se disponíveis no linkhttps://ibrep.com.br/cips ou clicando aqui

Atualmente 353 corretores, dentre eles os paraibanos Thamara Bastos (foto), Thamires Xavier, Rilma Moraes, Fabiano Cabral, Afonso Oliveira, Edgley Colaço, Pedro Moraes fazem parte do Núcleo de Corretores Globais no Brasil, frutos desse projeto que visa fomentar que visa o intercâmbio de informações globais, na experiência e na capacitação do corretor como avanço na profissão.

Mapa do tesouro

“O CIPS me mostrou uma gama de possibilidades de atuação internacional. Hoje minhas negociações são globais. Para quem procura tesouros o curso te leva a encontrar o mapa, mas também ensina que quem caminha até ele é você”, testemunhou Thamara, que também é diretora de relações internacionais do Creci-PB e constantemente profere, a convite, palestras inclusive em outros Regionais, sobre a experiência exitosa e enriquecedora.

Esse treinamento CIPS – Certified International Property Specialist (Especialista em Negócios Internacionais) é o caminho para a obtenção de uma das mais importantes Certificações Internacionais da NAR, a maior organização de corretores de imóveis do mundo, com sede nos EUA.

Inúmeros ganhos

A certificação fornece pesquisa, conhecimento, network e ferramentas para globalizar os negócios, sob um contexto de capacitação e conhecimentos de aspectos críticos das negociações imobiliárias internacionais, a exemplo de globalização das economias, práticas culturais de negócios únicas em diversos países, fluxo internacional de capital, migração de recursos; criptomoedas, estratégias de planejamento de marketing aplicáveis a cada negócio, papéis e expectativas em transações internacionais nos 5 continentes.

Outro importante tema que será tratado nesses cinco dias será a Resolução brasileira que permite o visto de permanência para estrangeiros (RN 36). Além desse ganho em técnicas, recursos, estratégias de mercado imobiliário internacional, a rede de relacionamentos afigura-se como dos pontos mais fortes que os inscritos que obtiverem a certificação usufruirão junto aos melhores “players” do mercado brasileiro de Portugal e da Flórida.

Um profissional que participe do grupo CIPS fará companhia a mais de 5 mil colegas, que já fazem conexão em todo o mundo, e estará incluído numa base de dados que constituirá network global tornando-se referência como profissional de Negócios Internacionais.

Sobre a NAR

É uma organização privada, criada em 1906, nos Estados Unidos, para congregar os corretores de imóveis e defender os seus interesses. Os membros da NAR inscrevem-se voluntariamente (atualmente somam 1.400.000 profissionais) e tornaram-se a segunda maior força política do país. Eles têm sua matriz em Chicago, IL, e uma segunda sede em Washington, D.C., perto do Capitólio.

Mais informações sobre ela podem ser obtidas no site www.realtor.org, que contém dados variados e abrangentes sobre todos os aspectos da organização e suas atividades, e também no www.realtor.com , seu portal de negócios que oferece atualmente mais de cinco milhões de propriedades – nos EUA e no mundo – a um público que faz 50 milhões de consultas mensalmente.

Esse curso é um dos frutos do convênio de cooperação institucional firmado com ela pelo Sistema Cofeci-Creci em 2010, visando o intercâmbio de informações (estatutos, regimentos internos, códigos de ética, acesso a bibliotecas, etc.). Desde então as relações têm sido estreitadas, através da participação em convenções anuais, cursos e recebimento de visitas mútuas dos representantes, a exemplo do que ocorreu com 68 países com os quais a NAR mantém parcerias semelhantes.

 

Tags:

Compartile: