João Pessoa: 15 de junho de 2024

João Pessoa promove neste sábado ‘Dia D’ de multivacinação para todas as idades

Publicado em: 14 de abril de 2023

Postos abertos das 8h às 22h, somando 14 horas de ação para imunizar contra várias doenças quem mora em João Pessoa. Assim será o ‘Dia D’ de multivacinação realizado, neste sábado (15), pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS).

A mobilização é para vacinar os grupos prioritários das campanhas ativas, a exemplo da Influenza e Covid-19, e também para atualização do cartão de vacinas com os 29 tipos de imunizantes disponibilizados pelo Sistema Único de Saúde (SUS) para crianças, adolescentes, adultos e idosos.

As salas de vacina disponíveis à população vão funcionar nas unidades de saúde da família (USF) e no Centro Municipal de Imunização, das 8h às 12h; policlínicas municipais, das 13h às 17h, e o ponto fixo localizado no Mangabeira Shopping, com acessos para pedestres e drive-thru, das 13h às 22h.

“Estamos promovendo essa mobilização para garantir o cuidado preventivo e contínuo. A vacinação é uma estratégia totalmente eficiente na prevenção contra doenças causadas por vírus e bactérias. Ao se vacinar, o indivíduo está se protegendo e ajudando toda a comunidade a diminuir os casos de infecções virais. Quem não se vacina, não coloca apenas a própria saúde em risco, mas também a de seus familiares e outras pessoas”, frisou Fernando Virgolino, chefe da Seção de Imunização da Prefeitura de João Pessoa.

Covid-19 – Estão sendo ofertadas as vacinas contra a Covid-19 para o público a partir dos seis meses de idade. O imunizante da Pfizer Bivalente segue sendo ofertado apenas para indivíduos que fazem parte dos grupos prioritários, que são: pessoas imunocomprometidas, com comorbidades e pessoas com deficiência permanente acima de 12 anos de idade, idosos acima de 60 anos de idade, gestantes, puérperas (mulheres até 45 dias após o parto), comunidades quilombolas e trabalhadores de saúde.

Para tomar o imunizante bivalente é necessário que o usuário tenha recebido ao menos duas doses de vacinas monovalentes como esquema primário. O intervalo para doses de reforço é a partir de 4 meses da última dose de reforço monovalente ou última dose do esquema primário.

“Este não é o momento para relaxar. É importante o usuário se manter informado, não acreditar em notícias falsas relacionadas à vacinação e procurar um serviço de saúde para manter o cartão de vacina atualizado. Os profissionais de saúde da rede municipal estão à disposição para esclarecer dúvidas e orientar sobre as vacinas ofertadas”, afirmou o chefe da Seção de Imunização.

Influenza – A vacina contra a Influenza tem como objetivo reduzir as complicações, internações e a mortalidade decorrentes das infecções causadas pelo vírus na população. O imunizante contra o vírus é trivalente e apresenta três tipos de cepas: A/Sydney/5/2021 (H1N1)pdm09, A/Darwin/9/2021 (H3N2) e B/Áustria/02/1359417/2021 (linhagem B/Victoria).

A campanha contra Influenza é destinada, inicialmente, a grupos prioritários formados por: crianças de 6 meses a menores de 6 anos de idade (5 anos, 11 meses e 29 dias); trabalhadores da saúde; gestantes, puérperas, professores do ensino básico e superior, povos indígenas, idosos com idade superior a 60 anos de idade; profissionais das Forças de Segurança e Salvamento; profissionais das Forças Armadas; pessoas com doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais; pessoas com deficiência permanente; trabalhadores de transporte coletivo rodoviário urbano e de longo curso; trabalhadores portuários; funcionários do sistema de privação de liberdade; população privada de liberdade com mais de 18 anos de idade e adolescentes e jovens em medidas socioeducativas.

Documentação – No momento da vacinação, é necessário apresentar um documento oficial e cartão de vacina, que comprove outras doses dos imunizantes que previnem contra a Covid-19, e Cartão do SUS. No caso de pessoas imunocomprometidas, com deficiência e comorbidades, há a necessidade de apresentação da cópia do laudo ou declaração médica que ficará retida no local.

Já os trabalhadores de saúde precisam apresentar cópia de documento que comprove vínculo ativo, que também deve ficar retida no local. São eles: carteira do conselho profissional ou contracheque. No caso de estudantes que estagiam em serviço de saúde, devem apresentar declaração da instituição de ensino e do serviço onde atuam.

Saiba quais vacinas estão disponíveis no SUS:

Vacinas para crianças

  • BCG: contra tuberculose;
  • Hepatite B;
  • Penta/DTP: combate difteria, tétano, coqueluche, meningite e poliomielite;
  • VIP/VOP: poliomielite (paralisia infantil);
  • Pneumocócia 10V (conjugada): previne doenças como pneumonia e meningite causadas por dez sorotipos da bactéria pneumococos;
  • Rotavírus Humano: previne o rotavírus, que provoca sintomas como diarreia, vômitos, febre e problemas respiratórios;
  • Meningocócica C: meningite;
  • Febre Amarela: disponível em áreas em que a vacina é recomendada pelo Ministério da Saúde;
  • Hepatite A;
  • Tríplice viral: combate sarampo, caxumba e rubéola;
  • Tetra viral: corresponde à segunda dose da tríplice viral e à dose da vacina varicela;
  • Varicela: corresponde à segunda dose da vacina varicela;
  • HPV;
  • Covid-19 (a partir dos seis meses de idade).

Vacinas para adolescentes

  • Hepatite B;
  • Meningocócica C: meningite;
  • Febre Amarela;
  • Tríplice viral: combate sarampo, caxumba e rubéola;
  • HPV;
  • Dupla adulto: combate difteria e tétano (reforço a cada dez anos);
  • Covid-19.

Vacinas para adultos e idosos

  • Hepatite B;
  • Febre Amarela;
  • Dupla adulto: combate difteria e tétano (reforço a cada dez anos);
  • Covid-19;
  • Covid-19 Bivalente (apenas para grupos prioritários);
  • Influenza (apenas para grupos prioritários).

Locais de vacinação ‘Dia D’- sábado (15 de abril)

-Unidades de Saúde da Família (USF): 8h às 12h;

-Centro Municipal de Imunização (CMI): 8h às 12h;

-Policlínicas Municipais: 13h às 17h;

-Mangabeira Shopping: 13h às 22h.

Unidades de Saúde da Família que NÃO irão funcionar neste ‘Dia D’: USF Roger III e USF Alto do Céu

  • Texto: Lílian Pedreira
    Edição: Felipe Silveira
    Fotografia: Dayse Euzébio – Arquivo/SECOM

Tags:

Compartile: