João Pessoa: 26 de fevereiro de 2024

Programa Coração Paraibano atende mais de 100 pessoas em três semanas; “vidas salvas”, celebra governador

Publicado em: 4 de abril de 2023

 

O governador João Azevêdo (PSB), falou nesta segunda-feira (3) sobre o êxito do programa ‘Coração Paraibano’, rede de cuidados de urgência e emergência cardiológica especializada em atendimento a pacientes com infarto, lançado no último dia 10 de março, que em apenas duas semanas de atividades já atendeu mais de 100 pessoas, entre procedimentos de urgência e eletivos realizados nas hemodinâmicas gerenciadas pela Fundação Paraibana de Gestão em Saúde (PB Saúde).

“Esse é um programa extraordinário que vai enfrentar verdadeiramente e de fato aquilo que mais causa morte entre as pessoas que são os problemas cardíacos. Em pouco mais de duas semanas, já atendeu mais de 100 pessoas, ou seja, foram 100 vidas salvas pelo programa. Eu tenho uma convicção muito grande de que o ‘Coração Paraibano’ vai mudar o perfil das doenças cardíacas na Paraíba. Ao final desse ano teremos um número muito menor de óbitos, eu não tenho dúvida alguma, com relação a esse problema que volto a dizer é o que mais mata”, declarou o gestor do estado.

João Azevêdo disse ainda que o programa ‘Coração Paraibano’ está sendo reconhecido nacionalmente como um dos programas mais bem estruturados para enfrentar os problemas cardiológicos, e deu destaque para um atendimento recente em Patos, no sertão do estado.

“Esse programa está sendo reconhecido nacionalmente por sua estrutura, pois tem uma rede de ambulâncias, uma rede de hospitais, tem um conjunto de medicamentos, que estão fora inclusive da lista do SUS, que nós compramos e colocamos a disposição desses hospitais, tem a implantação da hemodinâmica de João Pessoa, de Campina Grande, e de Patos, tem a contratação de médicos especialistas em cada unidade, 24h por dia, fazendo atendimentos incríveis como ontem aconteceu em Patos, onde em 12 a 15 minutos da entrada do paciente ele já estava na sala passando por cirurgia”, disse o governador.

Conforme os dados da PB Saúde, entre 10 e 28 de março, só em relação ao número de cateterismos de urgência realizados pelo Coração Paraibano, foram 34 atendimentos na 2ª Macrorregião de Saúde, 29 na 1ª Macrorregião e sete na 3ª Macrorregião. O programa pertence à rede de cuidados de urgência e emergência cardiológica especializada em atendimento a pacientes com infarto. É o processo expansão da rede qualificada de atendimento à saúde por toda Paraíba.

Coração Paraibano – O programa conta com uma estrutura de quatro hemodinâmicas espalhadas em três hospitais nas três Macrorregiões de Saúde, 12 hospitais auxiliares para dar suporte na estabilização do paciente e na aplicação do trombolítico e uma rede de telemedicina que dará suporte 24h por meio da Central Estadual de Regulação. O programa ainda conta com 15 ambulâncias, uma aeronave do transporte aeromédico e um helicóptero da Polícia Militar.

Os hospitais regionais de Cajazeiras, Catolé do Rocha, Guarabira, Itabaiana, Mamanguape, Piancó, Pombal, Taperoá, Sousa, Picuí e de Monteiro, além da UPA Princesa Isabel compõem as unidades de saúde que integram o programa. Já os hospitais de Trauma de Campina Grande Dom Luiz Gonzaga Fernandes, de Patos Deputado Janduhy Carneiro e o Metropolitano serão responsáveis pela realização da hemodinâmica.

A dinâmica do atendimento prevê o direcionamento do paciente que sofrer um infarto a um hospital mais próximo para realizar a trombólise. A regulação será feita pela Central Estadual de Regulação, que a partir de agora será a gestora dos leitos de cardiologia de toda a Paraíba. O paciente também poderá ser regulado para uma unidade coronariana para realizar o cateterismo de urgência e terá prioridade zero nas regulações.

Compartile:

Tags: