João Pessoa: 27 de fevereiro de 2024

João Pessoa Film Comission inicia sua primeira produção, que deve movimentar cerca de 50 profissionais da Capital

Publicado em: 7 de março de 2023

A João Pessoa Film Comission, vinculada à Fundação Cultural de João Pessoa (Funjope), comemora sua primeira produção. É a minissérie ‘Novinha’, em parceria com a TV Correio/Record, que será a primeira janela de exibição seguindo, depois, para o circuito nacional. É a concretização do trabalho que vem sendo feito pela Prefeitura de valorização do audiovisual. Só essa produção injeta diretamente R$ 1,2 milhão na economia local.

“Acolhemos de modo muito contente essa produção da minissérie por se tratar da nossa primeira aquisição da João Pessoa Film Comission, instrumento que criamos ano passado e já consegue dar resultados”, declarou o diretor executivo da Funjope, Marcus Alves.

A Fundação está entrando com apoios de liberação de licença, uma logística básica para que os produtores possam desenvolver o trabalho aqui, numa parceria com a TV Correio/Record. “Outra coisa importante é que está dentro da função da Film Comission, que é atrair investimentos para o audiovisual local e, principalmente, garantir geração de emprego e renda para os nossos atores, atrizes, técnicos da área de audiovisual”, disse.

O produtor executivo André Xingu explicou que a série inédita é produzida pela Idé Productions, de São Luiz (MA), e tem coprodução da produtora paraibana Mills Audiviosual de Comunicação. Esse trabalho vai movimentar cerca de 50 profissionais da capital paraibana e 95% das pessoas que vão trabalhar na série são da cidade, envolvendo atores, produtores e técnicos. Somente o diretor Frederico Machado e o diretor de fotografia Edver Hazin vêm de São Luiz.

A série será gravada em 21 dias, no mês de abril. O lançamento na TV Correio/Record será no dia 12 de outubro, na Semana da Criança. Além de André Xingu, compõe a equipe o produtor executivo Christian Dellon e Valério Lima, como produtor.

A história – ‘Novinha’ vai falar de valores, do amor paternal. Muitas vezes, jovens que são explorados sexualmente têm uma rejeição familiar e ‘Novinha’ conta a trajetória de uma menina de 17 anos que vive da prostituição.

No momento em que ela vai se oferecer para fazer um programa, a história muda e a pessoa que poderia ter sido um cliente toma uma posição de defesa dela. “Tem essa mensagem positiva de valores e de amor paternal entre as pessoas. São várias situações e vai ser uma grande aventura que essa menina vai viver aqui em João Pessoa”, comentou Xingu.

O elenco está em fase de seleção. Nos testes, participaram cerca de 80 atores de João Pessoa. “A expectativa é grande, porque é o primeiro trabalho da João Pessoa Film Comission. O I Festival Internacional de Cinema de João Pessoa (FestincineJP) foi um grande sucesso e, dentro das negociações que ocorreram nele, foi criada a Film Comission, e a proposta é movimentar o setor. Tem muita gente que sobrevive disso e o paraibano sabe fazer bem feito”, acrescenta o produtor executivo André Xingu.

O chefe da Divisão de Audiovisual da Funjope, Paulo Roberto, afirmou que esta é a efetivação de uma política pública estruturante. A JP Film Comission, com essa produção, cumpre sua missão, que é para além de exibir os cenários da cidade, que não deixa de ser importante, mas também gera emprego e renda para os profissionais, técnicos e artistas do município”.

Paulo acrescentou que João Pessoa tem inúmeras provas de que as obras audiovisuais existem e têm seu valor. “O papel da JP Film Comission em relação à questão da gestão pública é ser uma ferramenta para viabilização dessas obras e também a estruturação do setor. É dar ao audiovisual as ferramentas para que ele ocorra. Com a concretização desse projeto, vemos realmente a política em ação. Ver a Film Comission dando os próprios passos nos deixa entusiasmados como gestores públicos”, completa.

  • Texto: Lucilene Meireles
    Edição: Cristina Cavalcante
    Fotografia: Daniel Silva

Compartile:

Tags: