João Pessoa: 21 de fevereiro de 2024

 

WSCOM com 247

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva recebeu nesta segunda-feira (27) a dose da vacina contra Covid-19 bivalente das mãos do vice-presidente Geraldo Alckmin, em uma cerimônia que contou com a presença da ministra Nísia Trindade (Saúde) e de Zé Gotinha, além da primeira-dama Janja Lula da Silva, no Centro de Saúde nº 1 no Guará, região administrativa do Distrito Federal.

O presidente Lula defendeu a importância da imunização coletiva  durante o evento. “Queria fazer um apelo a cada mãe, a cada avó, a cada pai, a cada criança: não acredite no negacionismo. Tomo vacina porque gosto da vida. A vida é o dom maior que Deus nos deu. A vida é o que faz a gente amar e deve ser preservada”, disse Lula.

A cerimônia marcou o lançamento da Movimento Nacional de Vacinação e buscou incentivar a vacinação contra a doença. O último governo, de Jair Bolsonaro, desdenhava das vacinas, levando à morte quase 700 mil brasileiros.

A partir desta segunda, pessoas acima de 70 anos, imunocomprometidos, comunidades indígenas, ribeirinhas e quilombolas poderão receber uma dose de reforço contra a Covid-19 com a versão bivalente dos imunizantes.

🇧🇷 Vice-presidente Geraldo Alckmin, que é médico, aplica a vacina bivalente contra a COVID-19 no presidente Luiz Inácio Lula da Silva. pic.twitter.com/ob1WuRHtHe

— Eixo Político (@eixopolitico) February 27, 2023