João Pessoa: 27 de fevereiro de 2024

João Pessoa foi a capital que mais gerou empregos formais no Brasil em dezembro

Publicado em: 31 de janeiro de 2023

João Pessoa despontou no ranking nacional como a capital que mais gerou empregos formais em dezembro passado. Com a marca de 253 novos postos firmados, a cidade registrou o 11º mês consecutivo com saldo positivo de contratações. Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) e foram divulgados, nesta terça-feira (31), pelo Ministério do Trabalho e Previdência. A Prefeitura de João Pessoa, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Trabalho (Sedest), tem se empenhado com programas e ações para continuar fomentando oportunidades para os trabalhadores.

Conforme o levantamento, o Brasil fechou dezembro com o saldo negativo de 431.011, resultado de 1.382.923 admissões e 1.813.934 desligamentos. Apenas duas capitais registraram marcas positivas: além de João Pessoa, teve Florianópolis, em Santa Catarina, com 65 postos criados.

O saldo pessoense é resultado de 5.625 admissões registradas no mês, contra 5.372 desligamentos. A indústria foi o setor que mais empregou na capital paraibana, com a abertura de 404 postos de trabalho, seguida pelo comércio (88) e pela construção civil (37).

De acordo com o secretário-executivo da Sedest, João Bosco Ferraz, os números alcançados por João Pessoa refletem os esforços da gestão municipal, ao longo de todo o ano passado, para projetar um melhor ambiente de negócios na Capital. “Trabalhamos com altas perspectivas para geração de emprego, com o objetivo de termos uma cidade atrativa, com segurança, contando com o investimento público e o investimento privado. E assim, atuando em diversas frentes e firmando importantes parcerias, consolidamos João Pessoa como a capital que mais cresceu em dezembro”, disse.

Saldo – O economista Amadeu Fonseca, do Observatório Econômico da Sedest, frisou que o Brasil registrou índices negativos em todas as áreas econômicas, no último mês de 2022. “Apesar do tombo nacional, João Pessoa continuou avançando na geração de empregos. Tivemos números positivos no mercado de trabalho formal, com destaque para indústria, que alcançou em dezembro a melhor performance do ano passado e acabou puxando a alta de empregos do mês”, analisou.

Ele também destacou que, geralmente, em dezembro, percebe-se um elevado volume de desligamentos de trabalhadores contratados temporariamente para as festas de fim de ano. “Mesmo assim, o saldo do comércio na Capital paraibana foi positivo”, acrescentou. O setor de serviços (-272) e o da agropecuária (-4) foram os únicos com marcas negativas na cidade.

Análise anual – Além de dezembro, João Pessoa registrou saldo positivo nos meses de fevereiro (908), março (579), abril (874), maio (1.104), junho (1.006), julho (430), agosto (246), setembro (472), outubro (793) e novembro (1.469). Os setores que mais cresceram na cidade, ao longo de 2022, foram indústria (7,67%), serviços (5,36%), construção (3,49%) e comércio (2,59%).

De janeiro a dezembro, a Capital paraibana acumulou um saldo positivo de 8.023 postos de trabalho – diferença de 81.592 admissões contra 73.569 desligamentos. Levando em consideração o estoque total, no período, a cidade somou 182.380 empregos formais, que representa o número total de vínculos com carteira assinada ativos contabilizados a partir da declaração do Novo Caged.

Observatório – Todas essas informações são acompanhadas e analisadas permanentemente pela Prefeitura de João Pessoa, por meio do Observatório Econômico da Sedest, que tem se firmado como um centro de referência na organização, divulgação de dados, informações econômicas e estudos que possibilitem maior entendimento da realidade municipal dentro da esfera nacional.

Compartile:

Tags: