João Pessoa: 17 de julho de 2024

Prefeito lança primeira corrida do Brasil voltada para pessoas com doenças raras e entrega novas carteiras de identificação

Publicado em: 27 de junho de 2024

O prefeito Cícero Lucena lançou, na manhã desta quinta-feira (27), a ‘Raros Run’ – primeira corrida do Brasil voltada para pessoas com doenças raras, que vai acontecer no dia 2 de novembro. A solenidade aconteceu no Centro de Referência Multiprofissional em Doenças Raras (CRMDR), no bairro dos Bancários, onde o gestor também fez a entrega da nova carteira de identidade para os usuários acolhidos no equipamento.

O evento, de acordo com o prefeito, consolida João Pessoa ainda mais no cuidado com pessoas raras, despertando na sociedade um olhar para a causa, que a gestão municipal abraçou e enfrenta com uma assistência especializada. João Pessoa é a primeira capital do Nordeste a contar com um Centro Especializado e avança com a construção de um Centro em Reabilitação, que também vai acolher esse público, formando uma rede de proteção.

“É a união do que está acontecendo na cidade de João Pessoa, que cada vez mais se consolida como a cidade do esporte saudável e inclusão. É mais uma corrida inédita no Brasil, que será essa corrida com crianças e adultos com doenças raras. Mas, também, aproveitamos esse momento e estamos fazendo a identificação, a inclusão do cadastro dessas pessoas através de uma parceria com o Instituto de Polícia Ciência”, afirmou o prefeito.

De acordo com o secretário executivo de Juventude, Esporte e Recreação (Sejer), Juliano Sucupira, a corrida terá percursos de 3, 5 e 10 quilômetros. Os percursos ainda serão definidos, mas o evento, embora seja voltado para a inclusão de pessoas com doenças raras, será aberto para qualquer pessoa. As inscrições já estão abertas e podem ser realizadas através do link: https://www.race83.com.br/evento/2024/corrida-de-rua/raros-run-2024.

“Eu costumo dizer que o lançamento de uma corrida é a largada. Nossos trabalhos começam hoje para anunciar e divulgar esse grande evento, que é um evento inclusivo, que traz muitos benefícios para a sociedade. O esporte, por si só, faz isso. É uma novidade que a gente vai trazer, é uma distância curta, onde o pai, o responsável, o pai e a mãe vão correr com o seu filho, tendo doenças raras ou não”, afirmou o secretário.

Identificação – As novas carteiras de identidade foram entregues para os pacientes raros e seus familiares, uma iniciativa fruto da parceria do Centro de Referência Multiprofissional em Doenças Raras com o Instituto de Polícia Científica (IPC) e Associação Paraibana de Doenças Raras (Aspador).

De acordo com a diretora do Centro de Doenças Raras, Saionara Araújo, o objetivo é facilitar a vida dos familiares responsáveis pelos cuidados dos pacientes raros, que não têm condições de se deslocarem até os postos oficiais para dar entrada no documento. “Em parceria com o IPC e a Aspador, fizemos tudo no horário de atendimento, no nosso serviço, para ficar mais confortável para os pacientes e também para seus pais ou cuidadores”, explicou.

A pequena Larissa Maiara de Sousa, de 8 anos de idade, e sua mãe Glória Souza, foram as primeiras a receber o documento, entregue pelo prefeito Cícero Lucena. “Foi muito importante para nós recebermos essa documentação nova, porque facilita muita coisa. Agradecemos muito por esse cuidado e atenção da Prefeitura”, comemorou Glória Souza.

  • Texto: Max Oliveira e Thibério Rodrigues
    Edição: Andrea Alves
    Fotografia: Sérgio Lucena

Tags:

Compartile: