João Pessoa: 15 de julho de 2024

Sabadinho Bom apresenta Helayne Cristini com muito samba e chorinho no mês das mulheres

Publicado em: 22 de março de 2024

O fim de semana está chegando e o Sabadinho Bom segue com sua programação em homenagem às mulheres durante o mês de março. Nesta edição, a atração será a cantora Helayne Cristini, que promete muito samba e chorinho. O evento acontece na Praça Rio Branco, Centro da cidade, a partir do meio-dia.

“É muito importante para nós receber a Helayne. Ela tem dado uma contribuição muito boa na nossa música popular brasileira em João Pessoa. Eu tenho certeza de que vai ser um Sabadinho Bom gracioso, como sempre tem sido”, afirma o diretor executivo da Funjope, Marcus Alves.

Ele lembra, que, de maneira muito especial, a Funjope dedica todo o mês de março às mulheres, contratando apenas cantoras que sejam protagonistas juntos às suas bandas, aos seus grupos. “E o público responde de maneira muito agradável todos os sábados, de modo que o Sabadinho Bom é essa experiência social e cultural extremamente forte na cidade de João Pessoa”, acrescenta.

“Eu acho o Sabadinho Bom um momento de explosão, de felicidade e de apreciação e participação da cultura. É um lugar onde podemos prestigiar os artistas locais. Nesse mês de mulher, ter o Sabadinho homenageando a todas elas é de fundamental importância. Fico feliz em poder estar junto nesse momento”, declara a cantora Helayne Cristini.

Ela vai levar para o show canções de mulheres paraibanas. Por exemplo, ‘Tamborim’, d’As Ceguinhas, de Campina Grande, ‘Ô Céu’, de Teca de Cabedelo, e também de outras figuras femininas que fazem parte do samba nacional.

“Estou feliz por poder estar naquele local. Pela questão histórica, foi um lugar onde muitos negros foram açoitados. Agora, nós, mulheres negras, chegamos fazendo festa, apresentando cultura e a diversidade de canções dentro desse universo feminino e, principalmente, o protagonismo negro”, pontua.

Essa apresentação, segundo a cantora, celebra a ancestralidade e a cultura do povo negro por meio de canções que falem da beleza e força que há na mulher negra, trazendo músicas populares de mulheres compositoras e intérpretes, tanto do samba como do choro, como por exemplo Clementina de Jesus e Jovelina Peróla Negra.

O show terá as participações especiais das cantoras Meire Lima e Thawse, e a banda é composta por Ailma Ribeiro no cavaco, Katracowisk no violão, Ilton Costa no baixo, Almir César na bateria, Viktor Makeba na percussão e Chico Luís no sax e clarinete.

“Minhas expectativas são as melhores. Espero que o público goste das músicas que vão ser apresentadas e que possamos fazer uma grande festa popular”, completa Helayne Cristini.

  • Texto: Lucilene Meireles
    Edição: Andrea Alves
    Fotografia: Daniel Silva e Divulgação

Tags:

Compartile: