João Pessoa: 23 de julho de 2024

Moraes mantém prisão de Filipe Martins, ex-assessor de Bolsonaro

Publicado em: 16 de fevereiro de 2024

Revista Nordeste

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes manteve nesta quinta-feira (15) a prisão do ex-assessor de assuntos internacionais Filipe Martins. Ele é suspeito de ter elaborado uma minuta golpista que teria sido levada por Jair Bolsonaro (PL) aos comandantes das Forças Armadas depois da sua derrota nas urnas em 2022. De acordo com as investigações, o objetivo seria convencer Exército, Marinha e Aeronáutica a apoiar um golpe de Estado.

“A manutenção da prisão preventiva de Filipe Garcia Martins Pereira é razoável, proporcional e adequada até que se garanta a devida colheita probatória”, disse Moraes na decisão, conforme a coluna Maquiavel.

Na semana passada, a Polícia Federal iniciou a Operação Tempus Veritatis (“A hora da Verdade”), com o objetivo de ter mais detalhes do plano golpista e punir os envolvidos no esquema. A tentativa de golpe previa a prisão dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes e Alexandre de Moraes, além do presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG). Entre os alvos da operação estão Braga Netto, Augusto Heleno e Paulo Sérgio Nogueira, todos generais e antigos assessores de Jair Bolsonaro.

Ex-comandantes do Exército, Paulo Sérgio Nogueira, e da Marinha, Almir Garnier Santos, também foram alvos de mandados de busca e apreensão. Há mandados de prisão contra os coronéis Bernardo Romão Corrêa Netto e Marcelo Costa Câmara; e o tenente-coronel Rafael Marins de Oliveira, todos militares da ativa.

 

Tags:

Compartile: